VÍDEO | Oficina de boneca abayomi

VÍDEO | Oficina de boneca abayomi

Uma das oficinas mais legais que fazemos no Museu do Futebol é a de bonecas abayomi: um brinquedo africano feito inteiramente de retalhos de tecido e nós, sem costura, cola, e nada mais. É uma atividade que fazemos de vez em quando ao longo do ano, mas sempre na Semana da Consciência Negra, em novembro. Sabe por quê?

As bonecas abayomis foram criadas por mulheres africanas para distrair seus filhos nas longas viagens de navio entre a África e as Américas. Homens, mulheres e crianças africanos eram sequestrados nas suas comunidades e trazidos à força para trabalhar como escravos no Brasil, Estados Unidos e nas ilhas do Caribe. As condições da viagem eram horríveis, e para distrair as crianças, as mulheres inventaram esta boneca rasgando pedaços de suas próprias vestes.

E o que isso tem a ver com o futebol? O esporte chegou ao Brasil no final do século 19, bem no meio do processo abolicionista. Começou sendo jogado por funcionários ingleses de ferrovias, depois nos clubes da elite, apenas por brancos. Levou muito tempo para que jogadores negros fossem aceitos nos campos. Toda essa história está contada na nossa sala Origens, no Museu do Futebol, e aproveitamos para lembrá-la também quando fazemos as oficinas de bonecas abayomi.

Enquanto não podemos nos encontrar pessoalmente, que tal aprender a fazer uma abayomi em casa? Siga as dicas da educadora Angélica Angelo. Depois, fotografe sua boneca e poste marcando o @museudofutebol nas redes sociais.

Temas