35 anos de ‘La Mano de Dios’

35 anos de ‘La Mano de Dios’

Em 1986, a partida entre Argentina e Inglaterra pelas quartas de final da Copa do Mundo do México tinha tudo para ser muito mais do que um jogo de futebol. Apenas quatro anos antes havia se encerrado a Guerra das Malvinas (ou Falkland), uma disputa militar pelo controle de um arquipélago localizado no sul do Oceano Atlântico, muito próximo ao território argentino, mas ocupado como território britânico ultramarino. A Argentina perdeu a disputa em meio ao período de ditadura militar, o que tornava toda a situação ainda mais dramática. Enfrentar a Inglaterra no gramado depois de um trauma tão recente fazia com que a partida fosse esperada como uma batalha épica.

E o jogo entrou mesmo para a história – graças à malandragem do atacante argentino Diego Armando Maradona. A disputa ia empatada em 1 x 1 quando um zagueiro inglês tentou recuar a bola para o goleiro e Maradona partiu pra disputa. Ele e o goleiro Shilton saltaram para chegar na bola e Don Diego, vinte centímetros mais baixo, lançou mão da astúcia: colocou o punho cerrado logo acima da cabeça, e foi com ele que deu um toquinho na bola em direção ao gol. O juiz não viu. A Argentina se classificou e o polêmico lance entrou para a hist´´oria.

La mano de Dios, como Maradona se referiu ao feito, faz 35 anos neste 22 de junho de 2021. Para relembrar esse episódio, compartilhamos a hist´´oria em quadrinhos feita por Danilo Beyruth especialmente para o Museu do Futebol:

Temas